ucrania

Referendos da Rússia? "Não serão reconhecidos por ninguém", afirma João Gomes Cravinho

Redação