Cultura

Dois mestres à conversa

Pela primeira vez na história do Museu Gulbenkian a arte contemporânea é convidada a entrar. O Tempo, Passado e Presente, de Paula Rego, é a obra responsável pela mudança e, ao lado de Figura de Velho, de Rembrandt, inaugura hoje a iniciativa Meeting Point (patente até 21 de Setembro). 


Idealizada pela historiadora de arte Helena de Freitas, Meeting Point pretende colocar em diálogo a colecção dos dois museus da instituição - o Museu Gulbenkian e o Centro de Arte Moderna - e iniciar o projecto com Paula Rego e Rembrandt é, nas palavras da curadora, “convocar o tempo como motivo de reflexão”. “Do ponto de vista da iconografia, são dois velhos. É um pensamento sobre a velhice, a passagem do tempo”. Concluída essa parte, pouco mais une as duas obras. “Na Paula Rego temos um horror ao vazio, tudo é cheio de referências e informações visuais. Já no Rembrandt temos um fundo denso, opaco, críptico, onde só se consegue vislumbrar, com dificuldade, uma coluna do lado direito”. 

Apesar dessas diferenças evidentes, Helena de Freitas destaca o percurso idêntico dos dois artistas, nomeadamente no que diz respeito à irreverência que imprimem nas suas obras. “Ambos provocadores, iconoclastas. São transformadores no seu tempo”. 

Quando abordou Paula Rego sobre o projecto, a artista ficou surpreendida com a escolha de Rembrandt, uma vez que o mestre holandês nunca foi uma das suas referências. Ainda assim, garante a curadora, Rego entusiasmou-se bastante com a iniciativa e acabou por influenciar o desenvolvimento deste primeiro diálogo, ampliando a ideia inicial de Helena de Freitas. “Foi pela mão dela a ideia de caminhar pelo desenho. Disse-me que os desenhos de Rembrandt lhe interessavam muito e deu-me um catálogo do British Museum. Fui folheando e encontrei o desenho que expomos aqui”. 

A par de Meeting Point, o Museu Gulbenkian também inaugura hoje 'O Traço e a Cor - Desenhos e Aguarelas na Colecção Calouste Gulbenkian', mostra que reúne 40 desenhos e 20 aguarelas de nomes como, entre outros, Dürer, Watteau, Boucher, Fragonard, Millet e Turner. 

alexandra.ho@sol.pt

 

Os comentários estão desactivados.