Economia

Greve na TAP sem cancelamento à vista

Três anos após a última greve, a TAP volta a parar. O protesto dos pilotos agendado para todo o dia de amanhã, 9 de Agosto, deverá mesmo concretizar-se. 


A hipótese de desconvocação é encarada como muito reduzida até porque não há conversações em curso entre o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC), a companhia aérea e o Governo, confirmou o SOL a meio desta sexta-feira. De parte a parte, trocam-se acusações de indisponibilidade para dialogar.

"Não há qualquer tipo de canal negocial aberto", assumiu ao SOL o presidente do SPAC, Jaime Prieto, reiterando que, mais do que para reivindicar direitos, a greve serve para alertar para a "situação calamitosa" da empresa pública.

A saída de pilotos e técnicos, as medidas de austeridade impostas nos salários e subsídios e a canalização de verbas para o negócio da manutenção no Brasil são os principais alvos das queixas dos pilotos.

Leia mais na edição do SOL desta sexta-feira nas bancas.

ana.serafim@sol.pt