Sociedade

Dois GNR acusados de perdoarem multas a troco de dinheiro

O Ministério Público acusou de corrupção passiva dois militares da GNR em funções no posto de Trânsito de Santa Maria da Feira por alegadamente perdoarem multas a troco de dinheiro ou bens, foi hoje divulgado.


Segundo nota publicada no 'site' da Procuradoria-Geral Distrital do Porto, um dos militares foi acusado de seis crimes de corrupção passiva e o outro de sete.

Ambos têm o posto de cabo.

De acordo com a acusação, os factos ocorreram entre 26 de Junho e 19 de Novembro, período durante o qual os arguidos, no exercício das suas funções de militares da GNR, no âmbito da fiscalização do trânsito, "actuaram junto dos condutores que fiscalizavam de modo a obterem benefícios e vantagens ilícitas".

Terão solicitado contrapartidas pecuniárias e bens aos condutores fiscalizados, oferecendo em troca o não levantamento dos respectivos autos de contra-ordenação.

Um dos arguidos ainda pediu abertura de instrução, mas o Tribunal de Instrução Criminal do Porto determinou a pronúncia nos mesmos termos constantes da acusação do Ministério Público, ordenando a remessa do processo para julgamento.

Lusa/SOL

Os comentários estão desactivados.