Internacional

Estas são as prioridades dos EUA no estrangeiro

A luta contra o extremismo violento e as alterações climáticas estão entre as prioridades fixadas pelo Departamento de Estado norte-americano para os próximos quatro anos, revelou um relatório hoje publicado.

O documento "Quadrennial Diplomacy and Development Review" ("Revisão Quadrienal da Diplomacia e Desenvolvimento"), elaborado pelo departamento liderado por John Kerry, estabeleceu estas duas questões como parte dos principais objectivos da política externa norte-americana.

Este relatório define a cada quatro anos as "prioridades estratégicas" da diplomacia dos Estados Unidos.

"O Departamento de Estado vai trabalhar com outras agências e parceiros multilaterais para reforçar os esforços na luta antiterrorismo dos Estados Unidos, centrando-se mais na prevenção e debilitando os promotores do extremismo violento", indica o documento.

Segundo o texto, os Estados Unidos desejam, em particular, colaborar de forma mais intensa com os governos de países que experienciem extremismo violento, apoiar as comunidades mais vulneráveis e combater as mensagens extremistas.

Por outro lado, a diplomacia norte-americana fixa também a luta contra as alterações climáticas entre as suas prioridades estratégicas, já que considera os seus efeitos "uma ameaça para a segurança nacional norte-americana". 

Assim, tentará "reforçar o compromisso" do seu pessoal no exterior com as questões ambientais, integrará as alterações climáticas em todos os seus exercícios diplomáticos, designará países "críticos" onde deve ser potenciada a luta contra as alterações climáticas e procurará apoios "a todos os níveis" para promover as energias limpas. 

Lusa/SOL