Politica

Quando a oposição se faz no centro-direita

Pacheco Pereira chamou-lhes (incluindo-se no lote) os «estranhos companheiros de cama». São figuras da área política da coligação, mas foram muitas vezes, nos últimos quatro anos, os mais duros na oposição ao Governo de Passos e de Portas.
 

Manuela Ferreira Leite

«Tentar transmitir a ideia de que alguns sinais positivos na economia são resultado de uma política seguida quando entramos em crise é um erro»

Pacheco Pereira

«Nós estamos com tudo mais estragado em 2015. Estamos ao mesmo tempo mais pobres e mais estragados»

Bagão Félix

«O Governo relevou uma grande aridez social»

Ribeiro e Castro

«Estou desapontado com o meu próprio campo político, que devia ter produzido respostas há mais tempo, quer em termos da coligação, mas também nas presidenciais»