Economia

Empresa que vai comprar a TAP está em falência técnica

A holding de David Neeleman que participa no consórcio vencedor da privatização da companhia aérea tem capitais próprios negativos e dá prejuízo desde 2011, segundo documentação a que o SOL teve acesso.

A DGN Corporation, com sede no Utah, EUA, fechou o ano 2014 com um capital próprio negativo de 5,06 milhões de dólares (cerca de 4,6 milhões de euros à cotação atual).

Em termos contabilísticos, capitais próprios negativos significam que uma empresa tem passivos superiores aos ativos, o que configura uma situação de falência técnica. A empresa deve mais do que o património que tem.

Também a rubrica de resultados líquidos está ‘no vermelho’. No ano passado, a holding que forma o consórcio Atlantic Gateway, em parceria com a HPGB de Humberto Pedrosa, teve prejuízos de 243 mil dólares (219 mil euros).

Leia mais na edição impressa do SOL, esta sexta-feira nas bancas

ana.serafim@sol.pt