Politica

Catarina Martins: ‘Não há consenso, há escolha’

A porta-voz do BE, Catarina Martins, deu ontem uma nega ao pedido de compromisso de Passos Coelho e explicou ao primeiro-ministro que "não há consenso, há escolha", detalhando os pontos nos quais discorda do programa de Governo.

Num comício em Faro - no qual Catarina Martins pediu desculpa pelo facto da sala ter sido pequena - a bloquista acusou Pedro Passos Coelho de ter juntado ao engano e à mentira o apelo ao consenso, considerando que este pedido é uma prova da incapacidade do presidente do PSD viver em democracia e representa a visão autoritária que tem sobre o país.

"Não há consenso, há escolha", enfatizou Catarina Martins, tendo dedicado cerca de 10 minutos do seu discurso a elencar a diferença entre as opções da direita e as escolhas pela vida das pessoas e do país que o BE defende.

Antes, a cabeça de lista do BE pelo Porto tinha retomado o tema do dia, os dados da execução orçamental, considerando que o plano genial do Governo "só tem um pequenino problema: é que é uma treta" e perguntou aos presentes se confiavam mais em Passos Coelho de 2011, que não ia cortar no subsídio de Natal, ou em Passos Coelho de 2015 que vai devolver a sobretaxa.

Lusa/SOL