Economia

INE: Avaliação bancária recua em março

O valor médio da avaliação bancária recuou ligeiramente em março e fixou-se nos 1.048 euros por metro quadrado, ou seja, menos um euro em relação ao mês anterior. Os dados foram revelados esta, terça-feira, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

"O valor médio de avaliação bancária do total do país foi 1.048 euros por metro quadrado em março, correspondendo a uma diminuição de 0,1% comparativamente com o valor observado no mês anterior e a uma variação homóloga de 3,7% (variações de 0,2% e 3,8% em Fevereiro, pela mesma ordem)", refere o organismo.

Por tipo de habitação, foi a avaliação bancária média das moradias que contribuiu para esta tendência, ao descer 1%. Por regiões, a grande maioria assistiu a uma queda desta avaliação considerada na concessão de financiamento, mas foi na Região Autónoma da Madeira que mais recuou (5%) face ao mês anterior. Só no Norte e Centro se registaram aumentos.

Nos apartamentos, o valor médio de avaliação bancária para o total do país subiu dois euros para 1.097 euros por metro quadrado. "As regiões Norte e Centro apresentaram ambas os acréscimos de maior intensidade (1,3%), fixando-se o valor médio de avaliação em 946 euros por metro quadrado e 883 euros por metro quadrado, respectivamente".

Relativamente às moradias, o valor médio de avaliação bancária para o total do país ascendeu a 966 euros por metro quadrado, um valor inferior em 10 euros ao observado em fevereiro. No entanto, face ao período homólogo, o valor médio das moradias cresceu 3,1%.