Economia

Turismo. Hóspedes e dormidas continuaram a aumentar em abril

Dados do INE apontam, no entanto, para uma desaceleração face aos meses anteriores.


Os estabelecimentos hoteleiros registaram 1,6 milhões de hóspedes e 4,1 milhões de dormidas no mês de abril, o que representa um acréscimo de, respetivamente, 7,7% e 6,2% em relação a igual período de 2015.

De acordo com os dados divulgados esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta evolução traduz “uma forte desaceleração face ao último mês”, período em que as subidas foram de 19,4% e 21,1% e deveu-se “a um efeito base decorrente do desfasamento do calendário da Páscoa”.

Os dados do INE indicam que as dormidas dos residentes em Portugal aumentaram mais (6,8% para 1 milhão) do que as dos estrangeiros (5,9% para três milhões), mas ainda assim menos do verificado em março (18,1%) e fevereiro (11,6%).

A ocupação média em abril (2,63 noites) registou uma diminuição de 1,4% relativamente ao mês homólogo do ano passado.

Em termos acumulados, os números do INE apontam já para 4,7 milhões de hóspedes e 12,4 milhões de dormidas. Números que significam um crescimento de 12,6% e 12,8%, respetivamente.

Nos primeiros quatro meses do ano, os estabelecimentos hoteleiros já albergaram 8,8 milhões de estrangeiros e 3,6 milhões de portugueses, o que traduz um acréscimo de 13,4% e 11,4%, respetivamente.

A ocupação média manteve-se praticamente inalterada em termos acumulados, fixando-se nas 2,61 noites (+0,2%).