Politica

Louçã defende renovação do acordo com o PS

Ex-dirigente diz que é preciso encontrar soluções para "os problemas que não foram resolvidos"

Francisco Louçã defende que o PS e o Bloco de Esquerda devem voltar a sentar-se à mesa para negociar algumas matérias que ficaram de fora do acordo assinado há um ano e que permitiu a criação de um governo do PS com o apoio dos partidos de esquerda. 

O ex-coordenador do BE defendeu, no seu habitual comentário na SIC, que é preciso avaliar "algumas matérias que ainda não foram tratadas". A prioridade deve ser a legislação laboral, os escalões do IRS e "ganhar margem de manobra na gestão da dívida". 

"Vai haver um novo acordo assinado? Provavelmente não. Mas é preciso encontrar soluções para os problemas que não foram resolvidos". 

A hipótese de renovar o acordo com o PS foi, nesta sexta-feira, afastada pelo secretário-geral do PCP. "Não estamos a ver um processo novo de construção de uma outra coisa, outra posição conjunta. A que actualmente vigora tem muitas lacunas por preencher e aspectos por concretizar", disse Jerónimo de Sousa.