Politica

Marques Mendes diz Lisboa é uma grande “dor de cabeça” para Passos

O ex-líder do partido diz que o PSD arrisca-se a uma humilhação na corrida para a câmara de Lisboa 

DR  

O ex-líder do PSD, Marques Mendes, defendeu que a decisão de Santana Lopes não se candidatar à câmara de Lisboa é “perfeitamente legítima”, mas “uma monumental dor de cabeça” e “um embaraço” para Pedro Passos Coelho.

Mendes considera que o PSD tem três hipóteses. A primeira é apoiar Assunção Cristas, o que “seria uma humilhação completa”. A segunda apresentar um candidato “frouxo”, que corre o risco de ter um resultado pior que o CDS. A última seria Passos Coelho ter “um momento surpreendente” e lançar “um grande candidato”.

A decisão de Santana foi “uma grande sorte” para Fernando Medina e “um presente de Natal” para Assunção Cristas, disse o comentador na SIC.

Santana anunciou, numa entrevista ao “Expresso”, que não será candidato a Lisboa. O ex-primeiro-ministro era o preferido do PSD.