Economia

Confiança em máximos desde 2000

O índice de confiança dos consumidores atingiu em dezembro o valor máximo desde 2000.  

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), “o indicador de confiança dos consumidores aumentou nos últimos quatro meses, de forma mais significativa em dezembro, atingindo o valor máximo desde agosto de 2000”

O INE revela que “a recuperação do indicador de confiança dos consumidores em dezembro deveu-se, sobretudo, ao contributo positivo das perspetivas relativas à evolução do desemprego e das expectativas relativas à situação económica do país”.

De forma menos expressiva, explica o gabinete de estatísticas, a devolução da confiança prende-se com “as apreciações da evolução da situação financeira do agregado familiar e da poupança”.

Em dezembro o indicador de confiança diminuiu na Construção e Obras Públicas e no Comércio, tendo aumentado na Indústria Transformadora e nos Serviços

Por seu lado, revela o instituto, o indicador de clima económico “diminuiu entre outubro e dezembro, depois de ter aumentado nos dois meses precedentes”.