Internacional

Seis funcionários da Cruz Vermelha mortos pelo Estado Islâmico

Outros dois funcionários da organização estão desaparecidos.


Seis funcionários da Cruz Vermelha foram mortos pelo Estado Islâmico no Afeganistão. Outros dois funcionários estão desaparecidos, confirmou o Comité Internacional da Cruz Vermelha.

Numa publicação na rede social Twitter, o Comité diz estar “em choque”.

O ataque ocorreu na província afegã de Jowzjan, no norte do país, e foi levado a cabo por homens armados.

As vítimas, todas afegãs, seguiam num comboio humanitário que transportava mantimentos para áreas atingidas por avalanches quando foram atacadas por militantes do Estado Islâmico.