Energia

Arábia Saudita aposta nas renováveis

A Arábia Saudita abriu concurso para a produção de energia renovável. O objetivo é chegar aos 9.5 Gigawatt (GW) até 2023.


O reino, o maior exportador de petróleo mundial, quer desenvolver um projeto para produção de 300 megawatts (MW) de energia solar no norte do país e um outro de 400 MW de energia eólica no noroeste.

De acordo com o governo saudita, a procura de energia no país deverá atingir o máximo de 120 GW em 20132. Hoje em dia, praticamente toda a energia saudita é derivada do crude, petróleo refinado ou gás natural.  

O plano de reformas económicas para reduzir a dependência da Arábia Saudita do petróleo estabeleceu o objetivo da produção de 9,5 GW de energias renováveis até 2023.

“Esta decisão marca o ponto inicial de um programa longo e sustentável de implementação de energia renovável na Arábia Saudita”, disse o ministro saudita da Energia, Indústria e Recursos Minerais.  

Segundo Khaled al-Falih, o programa não vai apenas diversificar o miex energético do Reino, mas também catalizar o desenvolvimento económico. O objetivo de 9,5 GW tem um custo estimado de 30 mil milhões a 50 mil milhões de dólares.