Sociedade

Carrilho ameaça diretora de programas da SIC com processo

Antigo ministro exige que mensagens sobre ‘sniper’ sejam mostradas em tribunal

A diretora de programas da SIC disse esta terça-feira em tribunal que Bárbara Guimarães, que teria recebido mensagens anónimas com insultos e ameaças e que uma delas referia a contratação de "um sniper" que ficaria na primeira fila da plateia de um dos programas apresentados ao vivo, e que lhe iria "dar um tiro".

A autoria das mensagens é imputada ao ex-marido de Bárbara Guimarães, Manuel Maria Carrilho, acusado de violência doméstica.

O antigo ministro socialista já reagiu e através de um comunicado anunciou que irá "de imediato processar criminalmente tanto o senhor João Vieira como a senhora Gabriela Sobral pelas falsas declarações prestadas em tribunal, onde falaram jurando dizer a verdade".

Carrilho exige que as mensagens em causa sejam mostradas em tribunal e referiu que as declarações da diretora de programas da SIC "revelam bem o desespero em que se encontra a falsa acusação" de violência doméstica.

São “afirmações completamente falsas, tais mensagens não fazem de resto parte sequer do processo em julgamento, como logo no momento foi esclarecido pelo Tribunal", lê-se ainda no comunicado.