Sociedade

Avião que aterrou na Ilha Terceira expulsou doente oncológico

 Uma outra passageira, que terá tentado ajudar o homem, também acabou expulsa.

O voo da British Airways que divergiu para o aeroporto da Ilha Terceira, nos Açores, devido a uma discussão entre um casal e a tripulação, terá expulso um doente oncológico e uma mulher.

O homem, que sofre de cancro e diabetes, ter-se-á sentido mal e reparou que tinha uma perna a inchar durante o voo de Londres com rumo à Jamaica onde ia visitar a família.

O homem tentou mudar-se para a classe executiva para estar mais à vontade, mas a tripulação acabou por impedir o homem, obrigando-o a ficar no seu lugar.

"Amarraram-me pelos pés e pelas mãos e levaram-me de volta ao lugar original",  disse Kwame, que acabou, mais tarde por ser expulso do avião

Perante este cenário, uma mulher que estava a defender Kwame Bantu, acabou de igual forma por ser expulsa.

"Ninguém me quis ajudar. Não quiseram ouvir nada sobre a minha condição médica e sobre o que estava a passar. Fui tratado como um escravo", disse Kwame, de acordo com o Daily Mail.