Sociedade

Pai proibido de ver os dois filhos por causa dos desenhos das crianças

As crianças têm sete e nove anos.

Uma juíza do tribunal de Portimão decidiu suspender as visitas de um pai aos seus dois filhos menores, com base num relatório psicológico que analisou os desenhos das crianças de sete e nove anos, alegando que existem sinais de violência nos desenhos, avançou o Jornal de Notícias.

O psicólogo que analisou os desenhos achou que, num deles em particular, a presença de um touro, a mãe e tubarões ilustrava símbolos de violência produzida pela convivência com o pai, recomendando que as duas crianças não convivessem mais com o pai.

Os pais dos dois menores estão separados desde 2012. No ano passado. o tribunal de Portimão considerou o pai capaz de exercer as suas competências parentais, tendo a convivência entre pais e filhos sido retomada.

Na altura em que o casal se estava a divorciar iniciou-se uma guerra pela custódia dos filhos. A mãe das crianças alegou sofrer de violência doméstica, mas o homem foi absolvido.