Desporto

Fernando Santos: “Ponho as mãos no fogo por Cristiano”

Selecionador nacional defende Ronaldo das acusações de fuga ao fisco em Espanha

Fernando Santos não tem dúvidas: Cristiano Ronaldo é inocente no caso das alegadas fugas ao fisco espanhol.

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo inaugural da seleção nacional de futebol na Taça das Confederações, o treinador português defendeu o jogador do Real Madrid das acusações e elogiou-lhe o carácter.

“Vocês sabem que conheço o Ronaldo há muitos anos, fui o último técnico dele em Portugal, ainda tinha ele 18 anos. Coloco as mãos no fogo, e é coisa que raramente faço, pelo carácter e idoneidade do senhor Cristiano, quer como homem e atleta. Fica aqui o registo claro e inequívoco”, disse Fernando Santos.

O selecionador nacional lembrou, no entanto, que as questões pessoais são tratadas fora do âmbito da seleção e que, por isso, “passam ao lado” do grupo de trabalho. “Tenho um pacto simples com os jogadores. Tudo o que tem a ver com afetividade e questões de nível pessoal, tratamos fora daqui”, explicou.

Portugal estreia-se amanhã, em Kazan, na Rússia, nas Taça das Confederações, contra o Mexico.