Sociedade

Detidos dez seguranças. Dois são polícias e um é militar

Dois agentes da PSP e um militar da GNR são suspeitos de crimes de sequestro, corrupção e tráfico de armas

A Polícia Judiciária levou a cabo uma operação em Torres Vedras da qual resultou a detenção de dez seguranças, sendo que três deles pertencem a forças policiais e prestavam segurança ilegal.

"A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional Contra Terrorismo (UNCT), em inquérito titulado pelo DCIAP, deteve nove homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 31 e os 49 anos, presumíveis autores da prática dos crimes de ameaça, coação, ofensa à integridade física, sequestro, exercício ilegal de segurança privada, tráfico, mediação e detenção de armas proibidas e corrupção", lê-se no comunicado da Polícia Judiciária,

A operação também incluiu dezasseis buscas, nas quais foram apreendidos vários elementos de prova.

A investigação teve início numa denúncia de exercício de segurança privada ilegal em estabelecimentos noturnos e sequestros de clientes.