Sociedade

Líder de seita que abusava de crianças condenado a 23 anos de prisão

A seita “Verdade Celestial” era acusada de dezenas de crimes de abuso sexual contra crianças.

Rui Pedro, líder da seita “Verdade Celestial”, foi condenado a 23 anos de prisão por crimes de abuso sexual de crianças.

O Tribunal deu como provados crimes contra oito crianças, incluindo o filho do próprio líder da seita.

O grupo, que era acusado de dezenas de crimes de abusos sexuais de crianças, tinha uma casa em Palmela onde aconteciam os crimes.