Sociedade

Operação Lex. Cinco detidos saem em liberdade

Apenas um teve de pagar caução

Era já madrugada de sábado quando foram anunciadas as medidas de coação dos cinco arguidos detidos no âmbito da Operação Lex: o juiz conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça, Pires da Graça determinou quedeveriam sair todos em liberdade. Apenas um dos advogados teve de pagar uma caução de 25 mil euros.

"Na sequência das detenções efetuadas no âmbito da designada Operação Lex, cinco arguidos foram presentes ao Conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) com funções de juiz de Instrução para primeiro interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação. A decisão judicial foi a seguinte: Aplicar a um dos arguidos, advogado, a prestação de caução no valor de 25 mil euros; determinar que todos os arguidos fiquem sujeitos a proibição de contactos e às obrigações decorrentes do termo de identidade e residência", revela a nota da Procuradoria-Geral da República (PGR). O documento não especifica qual dos advogados é o visado.

Recorde-se que os cinco arguidos começaram a ser ouvidos na quarta-feira. Rui Rangel, figura central do Caso Lex, e a sua mulher, Fátima Galante, só serão ouvidos nos dias 8 e 9 de fevereiro. Outra das figuras mais relevantes neste processo é o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira.

A operação conta já com 13 arguidos e está em causa a suspeita de crimes de branqueamento de capitais, fraude fiscal, tráfico de influências e corrupção/recebimento indevido de vantagens.