Politica

Deputados e distritais contra Rio

O novo presidente do PSD não se importou de esquecer aqueles que o apoiaram na corrida interna para garantir acordo com Santana. As consequências, porém, não são bonitas...

A desunida união do PSD. Foi assim que este semanário descreveu a sexta-feira que abriu o congresso do PSD do fim-de-semana passado. Uma desunida união. 

Volvida uma semana, essa desunião não unificou. Antes pelo contrário. O congresso abriu feridas e rompeu promessas; Elina Fraga causou surpresa e apreensão como nova vice-presidente do partido; e Fernando Negrão, indicado por Rio para líder parlamentar, não foi além dos 39,7% de votos favoráveis dos deputados do PSD na Assembleia da República.

Se o congresso simulou união, o Parlamento destapou-lhe a capa. Se Santana Lopes reuniu os ‘passistas’ durante as diretas, estes não o acompanharam depois de aceitar o convite de Rui Rio para acordo entre ambos.

Leia mais nesta edição do Semanário SOL