Politica

Marcelo: "É importante que haja partidos fortes"

O presidente da República deixou o alerta, escusando-se contudo a abordar diretamente a polémica que envolve o secretário-geral do PSD, Feliciano Barreiras Duarte

Marcelo Rebelo de Sousa escusou-se a comentar a polémica referente ao currículo do secretário-geral do PSD Feliciano Barreiras Duarte, mas deixou um alerta: a cerca de um ano das eleições, “é muito importante que haja partidos fortes”.

À margem de uma visita à Futurália, feira de Educação e Formação que decorre na FIL, em Lisboa, o Presidente da República não quis abordar o momento conturbado por que passa o partido presidido por Rui Rio. "Aquilo que eu disse sempre e que volto a dizer é que é muito importante que haja partidos fortes e é muito importante agora que estamos praticamente a um ano e um mês das primeiras eleições que, quer os partidos da área do Governo, quer os da oposição, estejam fortes”, realçou.

Catarina Martins, por seu lado, pediu "explicações" ao PSD. "As posições do Bloco de Esquerda sobre transparência e exigência são conhecidas e não preciso de dizer nada sobre isto, toda a gente sabe no país como o BE se bate por essa transparência, pelo escrutínio, pela exigência. Não tenho nada a comentar, julgo que o PSD é que tem explicações a dar”, afirmou a coordenadora do Bloco de Esquerda no final de uma reunião com cuidadores informais, decorrida no Porto.