Sociedade

PAN pede autorização para que animais encontrados perto de cadáver sejam adotados

Animais foram encontrados em fevereiro perto de um cadáver em Vila Nova de Gaia.

O PAN apresentou um requerimento, esta quarta-feira, ao Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Vila Nova da Gaia para que os animais que foram encontrados perto de um cadáver, em fevereiro, sejam libertados para adoção.

Num comunicado, o partido classifica o pedido como “muito urgente” e afirma que “existem pessoas interessadas em adotar os animais ou constituir-se fiéis depositárias dos mesmos".

Os dois cães e um gato foram encontrados em fevereiro, em Gaia, perto de um cadáver. O corpo foi encontrado 15 dias depois de ter morrido.

Segundo a câmara local confirmou à Lusa, os animais encontram-se agora no Centro de Recolha Oficial de Animais de Vila Nova de Gaia.

“Apesar de existirem já várias pessoas interessadas em adotar, essa possibilidade tem sido negada pelo Ministério Público, mesmo com o parecer da Autoridade Veterinária Concelhia e da Médica Veterinária do município, que consideram que os animais não representam qualquer perigo para a sociedade”, referiu o PAN.

"O único herdeiro do falecido e, portanto, futuro proprietário dos animais, não se opõe a que os mesmos sejam reencaminhados para adoção ou a sua detenção seja exercida por terceiros em regime de fiel depositário”, sublinhou o partido.