Politica

PCP condena "vergonhoso processo político" para impedir candidatura de Lula da Silva

Comunistas reclamam, em comunicado, "o fim da perseguição a Lula da Silva"

O PCP defende que "a recusa do Habeas Corpus interposto por Lula da Silva no Supremo Tribunal do Brasil representa um passo mais na consumação do golpe de Estado institucional, iniciado em 2016, com a escandalosa destituição da legítima Presidente do Brasil Dilma Rousseff e a imposição de um governo que está a destruir tudo o que de mais positivo fora alcançado pelo povo brasileiro desde 2003, durante os mandatos de Lula da Silva e Dilma Rousseff".

Em comunicado, os comunistas consideram que "está em marcha um vergonhoso processo político que, ao mesmo tempo que dá cobertura ao corrupto, antipopular e repressivo governo de Michel Temer, procura a todo o custo impedir a candidatura de Lula da Silva às eleições presidenciais" deste ano. 

O PCP manifesta, num comunicado divulgado esta tarde, a sua "profunda indignação" com o que está a acontecer no Brasil e reclama "o fim da perseguição a Lula da Silva e aos democratas e progressistas brasileiros".