LifeStyle

Cinco dicas para ter uma boa noite de sono

Se a sua cabeça parece escolher o momento em que a encosta na almofada para se lembrar de todas as preocupações, problemas e medos, então estas técnicas são para si. As perturbações do sono podem ter consequências graves e por isso é preciso agir o quanto antes. Acordar cansado, não conseguir adormecer na hora de deitar ou despertar a meio da noite sem conseguir voltar a dormir são sinais de que precisa de intervenção. O site EverydayHealth reúne alguns conselhos dados pela psicóloga Sally R. Connolly, terapeuta de sono numa clínica de Louisville, no Kentucky, EUA.

Mude a sua forma de pensar. Se os pensamentos negativos são invasivos ao ponto de não o deixar dormir, uma terapia cognitivo-comportamental pode ser bastante eficaz no tratamento da ansiedade e nos transtornos de sono. É uma terapia muito pragmática que ensina técnicas para corrigir o comportamento ansioso.

Descontraia-se na hora de dormir. Há várias técnicas que se podem usar para deixar fora da cama as preocupações. Pode por exemplo contar ao contrário a partir do 100 ou pensar em nomes começados pela letra A. Estas actividades mentais podem parecer muito aborrecidas e é mesmo essa a ideia, desde que afaste os pensamentos catastróficos e o deixe dormir.

Experimente música. Um disco com música calma, sons da natureza ou ruído branco (no YouTube encontra vários) pode também ajudar a acalmar a sua mente e a distraí-la das preocupações que o mantêm acordado.

Exercício. Embora não deva fazer muito exercício perto da hora de dormir, praticar exercício físico diariamente vai ajudar a relaxar o corpo e a amenizar os sintomas de ansiedade. Quanto mais relaxado se sentir, melhor vai dormir.

Mude o seu ambiente. O seu quarto deve estar escuro, silencioso e fresco na hora de dormir. Se for preciso, coloque uma máscara ou uns tampões nos ouvidos para dormir melhor. Não deve ter televisão no quarto. Ter uma rotina de dormir é também essencial. Tente deitar-se sempre à mesma hora e fazer as mesmas coisas antes de se deitar, para que o seu corpo perceba os sinais.