Desporto

Marcelo "vexado" com agressões no Sporting

O Presidente da República diz que "é o momento de travar a escalada" que "pode destruir o desporto português"

Marcelo Rebelo de Sousa já reagiu ao ataque feito aos jogadores e equipa técnica do Sporting, ontem, no centro de treinos, em Alcochete, dizendo que "este é o momento de travar a escalada".

"Temos de ter noção de que é fundamental, para o próprio futebol e para o desporto, que se perceba que o clima criado ao longo dos tempos - e que foi debatido no Parlamento - não pode nem deve continuar sob pena de uma escalada que vai destruir o desporto português", disse o Presidente da República.

Marcelo lamentou ainda o desprestígio que tal cenário possa ter "lá fora e cá dentro" e que poderá "empobrecer a sociedade portuguesa". "Tive o sentimento de alguém que se sente vexado pela imagem projetada por Portugal no Mundo. Vexado porque Portugal é uma potência, nomeadamente no futebol profissional, e vexado pela gravidade do que aconteceu", acrescentou.

"Não podemos fazer de conta. Nós portugueses somos muito bons a fazer de conta, fazer de conta que o que é anormal é normal", desabafa.

O Presidente da República lembrou que "há uma constituição, há leis, há um clima de serenidade que é preciso criar", afirmando que "não pode haver dois Portugais", com "um que viva à margem do estado democrático".