Sociedade

Homem condenado a 23 anos de prisão por matar a mulher num jardim público

Crime ocorreu em maio de 2017

Um homem foi condenado esta quarta-feira a 23 anos de prisão efetiva por ter matado a mulher com uma navalha, em maio do ano passado, no jardim público de Alcáçovas, em Viana do Castelo.

O Tribunal de Évora deu como provados os crimes de homicídio qualificado e de violência doméstica.

Para além da pena de prisão, em cúmulo jurídico, o homem de 55 anos terá ainda de pagar uma indemnização, que inclui 45 mil euros a cada filho, refere a agência Lusa. A defesa já confirmou que irá recorrer da sentença.

O arguido, que estava em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Beja há cerca de um ano, admitiu a autoria do crime no início do julgamento. No entanto, disse não se lembrar de alguns momentos, manifestando arrependimento e dizendo que não se imagina capaz de cometer este crime.