Sociedade

Manuel Godinho vê pena de prisão reduzida para 13 anos

O sucateiro de Ovar arguido no processo Face Oculta recorreu junto do Supremo Tribunal de Justiça

Manuel Godinho, um dos arguidos do processo Face Oculta, recebeu a sentença do Supremo Tribunal de Justiça que lhe reduziu a pena de prisão para 13 anos, avança o Correio da Manhã.

O sucateiro de Ovar era o único arguido que podia recorrer ao Supremo. O ex-ministro Armado Vara e o ex-secretário de Estado socialista estão à espera da decisão do Tribunal Constitucional depois de terem avançado com o recurso. Ambos foram condenados a cinco anos de prisão efetiva, uma sentença que foi confirmada pelo Tribunal da Relação do Porto.

Depois da sentença do Supremo, Manuel Godinho poderá recorrer ao Constitucional para tentar adiar o cumprimento da pena.