Internacional

Rússia organiza maior manobra militar dos últimos 40 anos

Em setembro 300 mil militares irão fazer parte do exercício organizado pelo governo russo

A Rússia vai mobilizar 300 mil militares, assim como as unidades da China e da Mongólia, para uma das maiores manobras militares realizada desde os anos 80. O anúncio foi feito esta terça-feira pelo ministro da Defesa russo e o evento irá realizar-se em setembro.

Para Serguei Shoigu, este momento é comparável a “Zapad-81, mas mais imponente de uma certa maneira”. Zapad-81 (ou oeste 81, traduzido) foi uma das maiores manobras militares alguma vez realizada pela então União Soviética, que aconteceu em 1981 na Polónia.

Nos dias 11 a 15 de setembro, na Sibéria Oriental e no Extremo Oriente, “mais de 1.000 aviões e cerca de 300.000 militares, ou seja, praticamente todas as forças dos distritos militares Centro e Oeste”  vão participar nos exercícios militares Vostok (leste) 2018, explicou o ministro. Para além das forças russas estarão também presentes as forças armadas chinesas e mongol, avançou o ministro, citado pelas agências de notícias russas.

“Imaginem 36.000 engenhos militares a deslocarem-se em simultâneo: tanques, blindados de transporte de tropas, veículos de combate de infantaria. E tudo isso, claro, numa situação tão próxima de uma situação de combate quanto possível”, acrescentou.

Em 2017, nos exercícios de Zapad (oeste), participaram 12.700 militares entre Rússia, Bielorrússia e Moscovo. No entanto a NATO desconfia dos números enviados pelo governo russo, e acredita que os exercícios do ano passado terão envolvido mais de 100 mil militares.