Politica

Associações defendem ministra da Cultura

Graça Fonseca não pretende mexer no IVA para a tauromaquia

A ministra da Cultura incendiou o debate sobre as touradas ao responder ao CDS, no Parlamento, que não iria mexer o IVA para as touradas. “Não é uma questão de gosto, mas de civilização”, respondeu Graça Fonseca há uma semana.

No PS a posição da ministra dividiu os socialistas, com deputados a favor e contra a ideia, já existe uma petição a pedir a sua demissão, promovida pela Prótoiro, e agora surge outra do movimento “Quatro Patas”, em sentido contrário, a favor da governante.

A associação ANIMAL também se colocou ao lado da governante. Rita Silva, a sua presidente, escreveu no Facebook: “o linchamento que a ministra [da Cultura] está a sofrer por parte de vários grupos de aficionados das touradas, onde se incluem algumas figuras públicas, como é o caso do poeta Manuel Alegre, é aviltante”.

Alguns espetáculos terão o IVA reduzido, de 6 por cento, a partir do próximo ano, por via da proposta de Orçamento do Estado, mas ficou claro que a ministra da Cultura não tenciona incluir na lista o espetáculo tauromáquico