Sociedade

Escolas nas Flores e no Corvo voltam a encerrar devido ao mau tempo

Governo Regional dos Açores determinou o encerramento de várias escolas esta tarde

“O Governo dos Açores determinou, através da Secretaria Regional da Educação e Cultura e em função de informação do Serviço Regional de Proteção Civil e dos Bombeiros dos Açores relativa ao agravamento do estado do tempo no Grupo Ocidental, o encerramento na tarde de hoje das escolas dos diferentes ciclos de ensino nas ilhas das Flores e do Corvo", lê-se numa nota emitida pelo executivo açoriano.

Além das escolas, também a “secretaria regional da Solidariedade Social recomenda o encerramento das creches e jardins de infância, assim como o fecho dos Centros de Atividades de Tempos Livres, dos Centros de Atividades Ocupacionais e dos Centros de Dia", refere a mesma nota.

Também o monumento Natural da Caldeira Velha, situado na Ribeira Grande, em São Miguel, vai estar encerrado, sendo que a abertura está prevista para amanhã.

Através de uma nota enviada à comunicação social, a autoridade marítima anunciou hoje a interdição de entradas e saídas do Porto das Lajes do Pico.

Recorde-se que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou esta segunda-feira sob aviso vermelho o grupo ocidental dos Açores – ilhas das Flores e do Corvo -, devido aos ventos fortes que podem atingir os 140 km/h.

A depressão Etienne vai atravessar hoje o arquipélago dos Açores, que vai causar "precipitação forte acompanhada de trovoadas", vento forte, com rajadas que se "irão intensificando, podendo atingir os 140 km/h durante a tarde".

O alerta, explica o IPMA, foi emitido até às 20h00 de hoje.

Já para o grupo central – ilhas Terceira, Graciosa, Pico, Faial e São Jorge – dever+a sentir-se "precipitação forte, que poderá ser acompanhada de trovoadas", com vento que pode atingir rajadas na ordem dos 100 km/h.

As ilha de São Miguel e de Santa Maria vão ser as menos afetadas pelos “efeitos da depressão Etienne”, podendo ainda ser atingidas com "precipitação por vezes forte", que pode ser "acompanhada de trovoadas e vento com rajadas da ordem dos 90 km/h".