Desporto

"O futebol português está contaminado”

Sérgio Conceição falou sobre alguns temas polémicos que têm marcado a atualidade no mundo do futebol e lançou várias críticas para o ar.

Na conferência de imprensa de antevisão à final da Allianz Cup, que se vai realizar frente ao Sporting este sábado, o treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, aproveitou para criticar alguns temas que têm sido polémicos nestes últimos dias.

"O futebol português está contaminado não só com esta final four. Basta fazer um zapping no horário nobre em quase todos os canais há insultos, polémica, há tudo o que é falar do futebol e não de futebol. As duas meias-finais tiveram qualidade e fala-se o que é mais importante para passar para o povo. Cada vez mais isto está a ficar insuportável. Está a passar-se o limite do que é o respeito pelas pessoas.Centramo-nos no vocabulário, em insultos, e isso não é bom para ninguém", disse Sérgio Conceição.

"Os árbitros podiam ter sido protegidos, têm de ser. Já fomos beneficiados e prejudicados e tem de haver uma proteção mais forte aos árbitros. Vou dar um exemplo muito básico: há um jogador meu que dá a bola ao adversário e o adversário faz golo. Se eu o culpar em praça pública, estou a condicioná-lo e ele na próxima tem medo de errar. Como líder, assumo o erro dos meus jogadores para os proteger”, acrescentou ainda o treinado dos dragões.

No final, lançou conselhos para o ar: “Tem de haver alguém que assuma as nomeações, essa proteção deve ser dada a quem decide. É morto por ter cão e por não ter. Vai haver sempre polémica. Se nos continuamos a esconder - ainda agora vim um árbitro que ficará afastado por tempo indeterminado -, é pior a emenda que o soneto", terminou.