Politica

Novo Banco. Mendes diz que "é tudo profundamente imoral"

Comentador da SIC diz que o caso do Novo Banco "é profundamente imoral" e o ministro das Finanças "enganou os portugueses". Banco pediu uma nova injeção de 1.149 milhões de euros. 

O antigo líder do PSD e comentador televisivo disse este domingo na SIC que a situação no Novo Banco "até pode ser tudo legal, mas é tudo profundamente imoral". Em causa está nova injeção de 1.149 milhões de euros anunciada na passada sexta-feira. Esse valor sairá do fundo de resolução, uma almofada financeira criada com o valor 3, 9 mil milhões de euros. Mas, para Marques Mendes existe um problema que foi criado com a operação de venda do Novo Banco, negociada pelo Banco de Portugal, com o aval do ministro das Finanças. A porta ficou aberta para o fundo Lone Star de recorrer ao fundo de resolução para cobrir os créditos tóxicos do BES.  O ministro das Finanças, disse Mendes, "enganou os portugueses", porque criou a expetativa de que "aquela almofada provavelmente não seria utilizada".