Sociedade

PR envia condolências à Nova Zelândia e diz tratar-se de um “ataque gravíssimo”

O Chefe de Estado português condenou os ataques nas mesquitas da Nova Zelândia, que aconteceram durante o dia de hoje.

Ao início da tarde desta sexta-feira, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou as condolências à Nova Zelândia pela morte das 49 vítimas dos ataques em duas mesquitas do país, considerando que este se trata de um “ataque gravíssimo”.

"Já tive oportunidade de enviar ao senhor governador geral da Nova Zelândia as minhas condolências em nome do povo português, testemunhando a solidariedade perante aquilo que foi um ataque gravíssimo ao estado de direito democrático", afirmou o Presidente da República em declarações aos jornalistas, citado pela agência Lusa, à entrada para a conferência "A Europa e o Presente", que se realiza no Porto.

O chefe de Estado português disse ainda que todos estes tipos de ato terroristas são "a todos os títulos condenáveis" por parte das democracias.

Recorde-se que esta sexta-feira pelo menos 49 pessoas morreram no ataque a duas mesquitas em Chirstchurch, na Nova Zelândia.