Sociedade

Mãe de menina que morreu na bagageira em acidente pode ser acusada de dois crimes

Advogado refere duas acusações que podem ir até três anos de prisão cada uma

A mãe da menina que morreu na bagageira, na sequência de um acidente de carro na madrugada de domingo em Cascais, pode vir a ser acusada de pelo menos dois crimes.

O advogado Rogério Alves disse ao Jornal de Notícias que a mulher, que era também a condutora do carro, pode ser acusado de "condução perigosa de veículo rodoviário, numa pena que pode ir até três anos de prisão"; e ainda do crime de "ofensa à integridade física com agravação do resultado, o que inclui uma pena que também pode ir até aos três anos de cadeia".

Sublinhe-se que o acidente aconteceu pelas 0h20 horas de domingo, sendo que no carro estavam oito pessoas, incluindo duas crianças que seguiam na bagageira, uma menina de 10 anos e um rapaz de 13.

De acordo com fonte da GNR, citada pelo Jornal de Notícias, o caso "está agora entregue ao Núcleo de Investigação de Acidentes do Destacamento de Trânsito da GNR de Carcavelos". Além disso, está em inquérito e "os condutores dos dois carros envolvidos no acidente hão de ser notificados pelo Ministério Público".