Sociedade

Quatro portugueses detidos por tráfico humano

Os imigrantes chegavam a Portugal de autocarro, vindos do leste europeu. Eram levados até Coimbra e Torres Vedras, onde trabalhavam em condições indignas e, em alguns casos, sem qualquer tipo de remuneração. 

DR  

Quatro cidadãos foram detidos esta quinta-feira pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) em Torres Vedras e Coimbra, por suspeita de pertença a uma rede de tráfico humano e de auxílio à imigração ilegal, numa operação apelidada de “Estufa Fria”. 

Os detidos foram acusados de participarem numa rede de crime organizado que facilitava a entrada no país de cidadãos estrangeiros, oriundos do leste europeu, com o intuito de os explorar laboralmente, refere o SEF no comunicado.

Os dois detidos em Torres Vedras são acusados de tratarem das viagens, alojamento e entrada no mercado de trabalho em explorações agrícolas da região Oeste dos imigrantes ilegais. Em Coimbra os detidos são proprietários de uma das explorações agrícolas e são acusados de utilizar mão de obra ilegal e tratarem os trabalhadores de forma indigna e em alguns casos não oferecer nenhum tipo de remuneração. 

20 estrangeiros, dois deles menores de idade, foram identificados  “em situação de vulnerabilidade e em situação irregular", segundo a nota do SEF. Na operação foram ainda detidas duas viaturas de alta cilindrada, seis mil euros em dinheiro, telemóveis e computadores portáteis. 

Os criminosos serão esta sexta-feira presentes a tribunal, onde ficarão a conhecer as respetivas medidas de coação pelos indícios criminosos a que estão associados.