Internacional

Von der Leyen é a próxima presidente da Comissão Europeia

A democrata-cristã foi eleita com 383 votos

A política alemã da CDU (União Democrata-Cristã) e atual ministra da defesa da Alemanha, do governo de Merkel, é a primeira mulher a ocupar o cargo. Foi nomeada para desempenhar esta função no passado dia 2 de julho e a confirmação foi dada pelo Parlamento Europeu nesta terça-feira. Assumirá funções a 1 de novembro.

Licenciada em economia e doutorada em medicina, Von der Leyen foi eleita com 383 votos a favor, ganhando à tangente. Sublinhe-se que este número é apenas nove votos superior à maioria absoluta exigida no Parlamento para a eleição de um ou uma presidente. Aliás, é de realçar que existiram 327 votos contra a agora sucessora de Jean-Claude Juncker.

Discursando com o objetivo de conquistar os votos dos eurodeputados, assumiu “garantir a saúde do planeta”, lutar para que “a Europa seja o primeiro continente, no mundo, climaticamente neutro, em 2050", usar os fundos de coesão para alcançar as metas climáticas ainda que considere as “verbas insuficientes”,  apoiar as pequenas e médias empresas, erradicar a pobreza na infância através de uma Garantia Infantil e defender o estado de direito.