Politica

Elisa Ferreira recebe pasta de Coesão e Reformas

Até 22 de outubro, a ex-eurodeputada vai ainda estar sujeita a avaliações.

Depois de ter revelado os nomes dos comissários europeus escolhidos por cada Estado-membro, a presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen anunciou esta terça-feira, em Bruxelas, a distribuição dos dossiês. À comissária portuguesa Elisa Ferreira foi atribuída a pasta da Coesão e Reformas.

A até agora vice-governadora do Banco de Portugal está entre os 26 nomes escolhidos para o mandato de cinco anos, que ainda terá que passar pelo Parlamento Europeu até se tornar definitivo.

Elisa Ferreira faz parte de uma comissão que este ano conta com uma paridade de género nunca vista – a partir de 1 de novembro serão 13 mulheres e 14 homens a trabalhar em conjunto.

Antes de fazerem, oficialmente, parte da Comissão Europeia, cada um dos membros nomeados será sujeito a um interrogatório de três horas por parte dos eurodeputados e terá que responder a cinco perguntas escritas – tudo em direto. Elisa Ferreira vai então ter que falar, antes de "ouvir o povo europeu", cumprindo assim o desejo que Von der Leyen já tinha manifestado.

Segundo a agência Lusa, 30 de setembro e 8 de outubro são os dias marcados para o “teste” a que os comissários indigitados já sabiam que teriam que comparecer. Outras audições poderão ser agendadas na segunda semana de outubro, mas a data limite para o executivo final terá que se confirmar a 22 de outubro.

Uma vez que a saída do Reino Unido está prevista para 31 de outubro, não foi designado nenhum comissário.