Politica

Sondagem: PS com PAN para mangas

Costa pode governar só com PAN ou PCP. Direita tem pior resultado de sempre.

Se a sondagem da Eurosondagem-Associação Mutualista Montepio se confirmar nas urnas, António Costa conquistará uma maioria ‘à Guterres’ e bastar-lhe-á uma entendimento com o PAN ou com o PCP para garantir a maioria parlamentar de que precisa para governar com estabilidade.

Rui Rio encurtou a desvantagem em relação a António Costa na campanha eleitoral, mas apenas por forma a tornar muito improvável uma maioria absoluta do PS nas eleições legislativas de domingo, segundo a sondagem realizada para o SOL pela Eurosondagem, com o patrocínio da associação Mutualista Montepio.

Aliás, PS (+0,5%) e PSD (+2,3%) são os dois únicos partidos a registarem subidas nas intenções de voto dos portugueses relativamente ao estudo publicado pelo SOL (na edição de 14 de setembro passado) antes do início do período oficial da campanha eleitoral que agora termina – BE e CDU mantêm exatamente os mesmos percentuais, enquanto CDS (-0,5%) e PAN (-0,4) sofrem ligeiras perdas.

Com estes resultados, na projeção de mandatos de Rui Oliveira e Costa, politólogo e administrador da Eurosondagem, o PS ainda pode acalentar uma réstia de esperança em chegar à maioria absoluta, uma vez que deverá conquistar entre 109 e 117 mandatos. Mas o mais certo é precisar de somar os seus deputados aos do PAN ou aos do PCP_para conseguir ter mais de metade dos assentos do hemiciclo parlamentar, e reunir condições de estabilidade governativa.

Ora, se tal é possível apenas com o PAN, a verdade é que Costa e o PS tenderão mais depressa a procurar um entendimento de princípios com o PCP – parceiro de ‘geringonça’ reiteradamente elogiado pelo líder do PS e que, muito mais do que o PAN ou o BE, pode dar ao futuro Governo alguma paz social (ou não fosse a CGTP-In o braço sindical dos comunistas).

De realçar ainda que, a confirmarem-se as intenções de voto desta sondagem, mesmo contando com os chamados pequenos partidos, a direita portuguesa terá no domingo a sua pior votação de sempre.

 

FICHA TÉCNICA: Estudo de Opinião efetuado pela Eurosondagem para o jornal O SOL, Porto Canal, Diário de Notícias da Madeira, Diário Insular dos Açores, Açoreano Oriental, Aurora de Lima, Gazeta das Caldas, Jornal da Bairrada, Linha de Elvas, Postal do Algarve, Reconquista, Região de Leiria, O Setubalense e Voz de Trás dos Montes, com o patrocínio da Associação Mutualista Montepio, de 25 de Setembro a 1 de Outubro de 2019. Entrevistas telefónicas realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados, para telemóveis e telefones da rede fixa. O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e Regiões Autónomas. Foram efetuadas 2319 tentativas de entrevistas e, destas, 248 (10,7%) não aceitaram colaborar no Estudo de Opinião. O erro máximo da Amostra é de 2,15%, para um grau de probabilidade de 95,0%. Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social.Lisboa, 2 de Outubro de 2019 O Responsável Técnico da Eurosondagem Rui Oliveira Costa