Politica

Roseta sai da presidência da Assembleia Municipal de Lisboa

Sucessor ainda não está definido. 

Helena Roseta vai renunciar ao mandato de presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, cargo que ocupa desde 2013,  e vai também deixar de ser deputada naquele órgão. A notícia foi avançada esta quinta-feira, num jantar com os membros do movimento Cidadãos por Lisboa que lançou há 12 anos. “Preciso de tempo para fazer as coisas que ainda quero fazer na vida e na política”, acrescentando que “chegou a minha vez de reivindicar o direito a ter o meu tempo.”

Helena Roseta disse também que  vai-se reformar dos cargos políticos, mas não da vida nem da política, aproveitando a ocasião para tecer duras críticas à Câmara de Lisboa, nomeadamente em relação aos processos de participação e em matéria de urbanismo. “O urbanismo é uma atividade que tem a capacidade de produzir moeda e a regulação dessa moeda continua a ser muito deficiente.”

Já em relação ao seu sucessor para o cargo o de presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, Roseta disse apenas que ainda não estava definido.

Recentemente tinha-se demitido do cargo de coordenação do grupo de trabalho em novembro do ano passado por discordância política com o PS na condução dos trabalhos do pacote legislativo da habitação e deixou de constar nas listas do PS para as últimas legislativas por opção própria.