Desporto

Vítor Pereira condenado a oito meses de prisão com pena suspensa

Caso remonta a fevereiro de 2015.

O treinador português Vítor Pereira foi condenado, esta terça-feira, a oito meses de prisão com pena suspensa na Grécia por incitação à violência. Em causa estão os incidentes que provocou numa partida entre o Olympiacos, equipa que treinava, e o rival Panathinaikos, em fevereiro de 2015.

O técnico, que atualmente orienta o Shangai SIPG, da China, deslocou-se junto da baliza mais próxima de uma das claques do Panathinaikos. Na altura, em resposta a um gesto do treinador, a claque atirou objetoss pritoténicos para o relvado e acabou mesmo por invadir o campo. Vítor Pereira foi depois obrigado a refugiar-se.

Recorde-se que, embora o Olympiacos tenha vencido a partida, a Federação Grega de Futebol acabou por retirar os três pontos ao clube por comportamento incorreto. Além disso, o Olympiacos foi ainda condenado a pagar uma multa de 100 mil euros e à realização de dois jogos à porta fechada.

Nessa temporada, Vítor Pereira conduziu o clube grego ao pentacampeonato.