Politica

Candidatura de Montenegro "parece uma garrafa de ketchup por estrear", diz José Eduardo Martins

Apoiante de Miguel Pinto Luz critica Montenegro no Facebook

José Eduardo Martins, apoiante de Miguel Pinto Luz à liderança do PSD, usou a sua página no Facebook para criticar Luís Montenegro, depois de o ex-líder parlamentar social-democrata ter defendido um referendo à eutanásia.

Em declarações ao Expresso, Montenegro disse que “a matéria é de grande sensibilidade, devem compreender-se os vários conceitos e as várias possibilidades de alteração legislativa. E deve também avaliar-se a aplicação da legislação sobre o testamento vital. Ora, tudo isto implica um debate e um esclarecimento técnico, jurídico e político. A forma mais abrangente para aprofundar a discussão é o referendo. Acresce que este é daqueles assuntos em que os deputados muito dificilmente conseguem interpretar a vontade do povo. E a melhor forma de o fazer é pôr a funcionar a ‘democracia direta’”.

No seguimento destas declarações, José Eduardo Martins usou o Facebook para comparar a candidatura de Montenegro a uma embalagem de ketchup: “Esta candidatura parece uma garrafa de ketchup por estrear : bate-se, bate-se e não sai nada. Quando sai estraga o prato...”.

“Se há coisa em que o PSD se distingue como liberal é por deixar, nestas coisas, cada um com a sua consciência, no fundo a melhor das companhias. Muito estreito é o caminho quando o cesto vai vazio...”, acrescentou.