Politica

"O BE nunca dará o seu voto a um orçamento que não responda pelos problemas concretos do país"

Declarações de Catarina Martins

O aviso está dado: o Bloco de Esquerda não irá votar a favor de um Orçamento do Estado (OE) "que não responda aos problemas concretos" em diferentes áreas da sociedade, diz Catarina Martins.

"Demos conta da nossa preocupação ao Governo sobre a proposta genérica que nos fizeram chegar, que nos explicaram, demos conta também das nossas propostas. Dito isto, o Bloco de Esquerda nunca dará o seu voto a um orçamento que não responda pelos problemas concretos do país", disse a coordenadora do partido, que falava à margem de uma visita à Escola Básica do Castelo, em Lisboa.

Para que o Bloco vote a favor do OE2020, que deverá ser entregue no Parlamento daqui a uma semana, é necessário que o documento contenha “medidas concretas sobre a crise da habitação, precisa de responder pelos salários, pelas pensões deste país", explica Catarina Martins.

"O Governo apresentou ao Bloco de Esquerda, como julgo que a outros partidos, aquilo que é a sua visão do próximo orçamento. Do nosso ponto de vista essa visão não responde aos problemas do país. É um bocadinho vamos deixar tudo como está", criticou a coordenadora do partido.

"O Bloco de Esquerda considera que não tem nenhum sentido apresentar-se um orçamento que não mexe em nada, que deixa tudo como está. Não. Precisamos de trabalhar, precisamos de fazer mais, responder aos problemas do país. O Governo conhece as propostas do BE, que são as exigências que são sobre o caminho que vamos ter para reforçar os serviços públicos, para reforçar salários, pensões e, bem, aguardaremos para ver o trabalho que o Governo ainda vai fazer", acrescenta.