Politica

António Laranjo admite que falta concluir 95% do programa Ferrovia 2020

Presidente do IP promete conclusão das obras até final de 2023. Empresa vai contratar 115 trabalhadores ainda este ano.

 

DR  

O presidente da Infraestruturas de Portugal (IP) António Laranjo foi ontem ouvido em audição parlamentar na Comissão de Economia. O dirigente fez um ponto de situação do programa Ferrovia 2020, iniciado em 2016, indicando que apenas 5% das obras do plano já estão concluídas.

António Laranjo informou  que o programa “está sensivelmente a meio”, com 5% das obras concluídas, 37% em desenvolvimento e 58% em lançamento. Entre os projetos, 69% estão concluídos e 31% em desenvolvimento. Segundo o responsável da IP, o objetivo é que todos os projetos estejam em fase de obra em 2020 e concluídos até ao final de 2023.

O Ferrovia 2020 totaliza um investimento nas infraestruturas ferroviárias de 2,171 mil milhões de euros. O financiamento do programa divide-se entre Orçamento do Estado (49%) e fundos comunitários (51%).

António Laranjo, adiantou na audiência que a IP vai contratar ainda este ano 115 trabalhadores, reforçando os quadros das empresa, o que já não acontecia desde 2017, quando entraram 39 funcionários.