Politica

André Ventura vai enfrentar Marcelo Rebelo de Sousa nas próximas eleições presidenciais

 André Ventura afirma que Marcelo Rebelo de Sousa será um oponente dificíl de vender mas diz que o seu "silêncio" perante várias situações que se passam em Portugal é inaceitável.

O líder do Chega, André Ventura, anunciou, este sábado, a sua candidatura às próximas eleições presidenciais, marcadas para janeiro de 2021, confirmando assim as declarações dadas ao i, em novembro, pelo deputado e a notícia avançado pelo SOL, presente na edição de hoje.

Através de um vídeo enviado a dirigentes e militantes do partido,André Ventura afirma que Marcelo Rebelo de Sousa será um oponente dificíl de vender mas diz que o seu "silêncio" perante várias situações que se passam em Portugal é inaceitável, como a corrupção, as condições de trabalho das forças de segurança, as dificuldades nas investigações aos políticos. 

"Marcelo Rebelo de Sousa é a face deste sistema, nasceu neste sistema, cresceu com este sistema e defende este sistema. Nós somos precisamente o oposto", afirma André Ventura.

"Mais do que ganhar, interessa-nos que os portugueses fiquem a saber quão mal está o seu sistema político, o seu sistema democrático e o seu sistema social", acrescentou Ventura. O líder do Chega afirma que irá manter-se deputado na Assembleia da República, "com a mesma intensidade e a mesma garra".