Economia

Covid-19. Preço dos combustíveis continua a cair a pique

A pandemia de covid-19 continua a desvalorizar os ativos: gasolina em mínimos com quatro anos; gasóleo desce pela décima semana consecutiva.

O preço dos combustíveis continua a cair a pique à boleia da pandemia de covid-19. Esta semana a queda dos preços colocou o valor da gasolina em mínimos com quatro anos.

A gasolina simples 95 desceu seis cêntimos para os 1,335 euros por litro, o que remete para o mínimo registado em agosto de 2016. Esta foi a quarta semana consecutiva de quedas para a gasolina.

Já o preço do gasóleo simples caiu cinco cêntimos para os 1,228 euros por litro – um mínimo desde setembro de 2017, naquela que foi a décima semana consecutiva de descida do valor deste ativo.

Recorde-se que 2020 começou com um aumento no preço dos combustíveis, devido ao aumento de impostos e taxas que as gasolineiras decidiram levar avante. As quedas mais acentuadas verificaram-se a partir do momento que a Arábia Saudita abriu uma “guerra” no setor petrolífero ameaçando inundar o mercado com um volume muito grande de petróleo e a um preço muito baixo, levando a que as classificações de Brent e WTI afundassem a pique.

Em Portugal, a fase de emergência decretada do Governo tem levado a que muitos portugueses se mantenham em casas em teletrabalho ou apoio à família, tornando mais escassa a utilização dos veículos automóveis.