Politica

25 de abril. Marcelo só leva ajudante de campo e Cardeal Patriarca estará presente

Sessão solene contará com cerca de 100 pessoas ou menos. E a Igreja estará representada

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, irá à sessão solene do 25 de abril, no Parlamento, apenas com o ajudante de campo, avançou o Observador e confirmou o i.

Noutros anos levou ao Parlamento uma comitiva que incluía, por exemplo fotógrafo oficial, assessores ou até o seu chefe da casa civil. Desta vez, o Presidente não vai sozinho mas quase.

Quem também vai marcar presença nas cerimónias do 25 de abril é o Cardeal -Patriarca, D. Manuel Clemente, conforme noticiou o Observador.  “Confirmamos que o Senhor Cardeal-Patriarca estará presente nas cerimónias do 25 de Abril, na Assembleia da República”, lê-se numa resposta enviada ao i.

A presença do Cardeal Patriarca surge no rescaldo da polémica sobre o modelo da sessão solene.  Assim, a cerimónia terá cerca de 100 pessoas, entre deputados, funcionários e jornalistas, e a elaboração da lista de personalidades e número de deputados já mereceu forte polémica. Pelo caminho ficou a certeza de que tudo foi articulado com a Direção -Geral de Saúde.

Nas recomendações de distanciamento social, acauteladas pela dimensão do Hemiciclo, o uso de máscaras não será obrigatório, ainda que não se levante qualquer problema a quem as queira usar. No Parlamento, alguns deputados, amiúde, não as dispensam. E alguns já levaram viseiras, ainda que não seja uma prática generalizada, mas sim isolada.

Porém, o presidente do Parlamento, Ferro Rodrigues respondeu assim ao uso obrigatório de máscaras para a cerimónia do 25 de abril: “Então nós íamos mascarados para o 25 de abril? Eu diria até, um pouco a brincar, embora o momento não seja para grandes brincadeiras, que andou muita gente mascarada de abrilista durante estes anos todos e agora deitou as garras de fora”. A resposta surgiu numa pergunta durante uma entrevista à TSF