Politica

Chega recomenda ao Governo que reforce o policiamento em zonas de "de tráfico de drogas, prostituição e delinquência"

O partido liderado por André Ventura defende que este reforço é necessário devido a um “aumento da criminalidade e delinquência”, que surgiu após a “aprovação da Lei n.º 9/2020, que veio flexibilizar a execução das penas e medidas de graça, no contexto da doença Covid-19”.

O Chega recomendou ao Governo que reforce o policiamento nas áreas identificadas como zonas de tráfico de drogas, prostituição e delinquência. No projeto do de resolução, entregue esta quinta-feira, o partido liderado por André Ventura defende que o reforço da segurança é necessário devido a um “aumento da criminalidade e delinquência”, que surgiu após a “aprovação da Lei n.º 9/2020, que veio flexibilizar a execução das penas e medidas de graça, no contexto da doença Covid-19”.

“De Norte a Sul do país, têm surgido notícias de assaltos, tanto a bens móveis como imóveis” lê-se, no documento, no qual o deputado faz referência aos moradores da Mouraria, em Lisboa, que, em fevereiro deste ano, “juntaram-se para solicitar ao Ministério da Administração Interna uma maior atenção quanto às agressões, roubos, e consumo de drogas a céu aberto nessa área de residência”.

O deputado deixa ainda o exemplo de situações que ocorreram em Braga e Oliveira do Hospital, nos dias 19 e 21 de abril, respetivamente.

Para além de pedir o reforço policial de certas zonas, o Chega pede recomenda ainda ao Executivo que reforce o “número de efetivos e carros patrulha nessas áreas, facilitando os procedimentos operativos” dos agentes de Segurança Pública.